quarta-feira, 27 de março de 2013

o Nascer do Dia...


… bem o tema de hoje, é felizmente um acontecimento muito normal e lindo, mas poucos são os que dão valor ao mesmo…

O nascer do dia… sei que acontece diariamente, ou por outras palavras todos os dias… mas quantos de nós já “paramos” para ver tal acontecimento… eu já ! felizmente algumas vezes… claro que ultimamente por causa da “maluquice” das fotos, fico com mais vontade e vou ver tal acontecimento com alguma ansiedade…

E pronto aconteceu, este vídeo, é a prova disso mesmo, no ultimo domingo (24Mar2013), foi para a zona do Parque das Nações, a antiga EXPO, e lá fiquei por mais de meia hora a assistir e fotografar o nascer desse dia… a primeira foto foi tiradas ás 6:37 e a última ás 7:05, num total de 238 fotos, poderão ver tudo isso num filme com a duração de 1 minuto e 11 segundos… … Todas as fotos foram tiradas com tripé, com um comando (para não mexer na maquina), disparar em cada 6 ou 7 segundos (contados mentalmente, porque a maquina não tem temporizador), e com algumas definições manuais, para tentar captar o máximo de luz…

Aproveitem para o fazer ao “vivo” e aprendam a dar valor ao que mesmo sendo “normal” é lindo… eu por mim já “me prometi” voltar a fazer em breve e a melhorar esta minha aventura…


video


segunda-feira, 25 de março de 2013

o Pavão...

Aqui está um animal que é uma mistura de sedução e sensualidade, e que ostenta nas suas penas uma palete de cores impossível de copiar... as quais alegram a natureza de uma maneira única...



... e agora uma explicação mais "técnica" copiada da Wikipédia. "Os pavões preferem alimentar-se de insectos e outros pequenos invertebrados, mas também comem sementes, folhas e pétalas. Os pavões exibem um complicado ritual de acasalamento, do qual a cauda extravagante do macho teria um papel principal. As características da cauda colorida, que chega a ter dois metros de comprimento e pode ser aberta como um leque, não têm qualquer utilidade quotidiana para o animal e seriam um exemplo de selecção sexual. Quando o processo é bem sucedido, a pavoa põe entre 4 a 7 ovos, que chocam ao fim de 28 dias.

A cauda dos pavões gerou o interesse de várias culturas, pela sua exuberância de cores e beleza das penas, e justificou a sua criação em cativeiro. Já foram criadas diversas variedades por selecção artificial que apresentam plumagem branca, negra, púrpura, entre outras cores.
No topo de cada fileira de penas do pavão você verá um ocelo redondo e brilhante, ou um pequeno olho. Ocelo deriva do latim "oculus", que significa "olho". Esses pontos iridescentes são o que dão a dimensão exótica às plumas.

Em um estudo realizado no Japão, foi contestada a crença por trás da ornamentação das plumas do pavão, se concluindo que quanto mais o macho se agitar diante de uma fêmea, mais chance ele teria de conquistá-la. Por conta dessa interacção  os pesquisadores dizem que talvez sejam seus movimentos e gritos de acasalamento - e não os famosos ocelos - que mais atraiam as fêmeas. Durante um estudo de sete anos dos rituais de acasalamento dos pavões, os pesquisadores descobriram que mesmo os machos com um leque pouco atraente e com menos ocelos chamaram a mesma atenção que os outros."




video

sexta-feira, 22 de março de 2013

Site... Paixão Fotográfica





... o texto de hoje tem a ver com mais um passo que foi dado na divulgação das minhas fotos... a criação de um site ao "alcance" de todos, onde estarão publicadas algumas das minhas últimas fotos... é em: http://nunescm.wix.com/fotoscn


Uma fotografia pode ter tantas “legendas”, quantas os pares de olhos que a vêm…



A fotografia só tem valor se for tirada com paixão… 


Na vida, como na fotografia, não existem dois momentos iguais, por isso os momentos fotográficos são "irrepetíveis" e "inimitáveis"…



Uma fotografia “congela” um momento, coisa impossível de fazer com a nossa visão…



Uma fotografia tem sempre duas histórias, a visível e a invisível, sendo que a não visível só o próprio fotografo a poderá contar…


Um apaixonado pela fotografia torna-se seguramente uma pessoa mais atenta, mais sensível e mais rigorosa com os pormenores da vida e do mundo que o rodeia…


A fotografia tem o poder de mostrar aquilo que normalmente não conseguimos ver, torna o ordinário em algo extraordinário…


Se uma imagem, vale como diz o ditado, mais que mil palavras, eu quero escrever muitos livros com as fotografias que vou tirando… livros de vida, de paixão, de respeito, por todos os seres e cenas fotografadas…